Equilibrio

Como manter o equilíbrio diante da adversidade?

Vivemos diariamente com tensões, decisões, estresse e adversidades. Essas situações são inerentes e fazem parte da vida de qualquer pessoa, principalmente dos empresários e empreendedores.

A questão é: Como conviver com tudo isso e ainda manter o equilíbrio? A palavra de ordem é Resiliência.

A palavra “resilio” no latim significa voltar ao estado natural. Para as ciências humanas, o conceito de Resiliência é a capacidade de um indivíduo em possuir uma conduta sã num ambiente insano, ou seja, a capacidade do indivíduo sobrepor-se e construir-se positivamente frente as adversidades.

A beleza e a motivação da resiliência está em ter o poder de escolher como perceber e responder às situações adversas. Praticar a resiliência é permitir mudanças nas nossas atitudes diante de qualquer caos do dia a dia.

Por incrível que pareça, as adversidades podem extrair o que há de melhor em cada um de nós. A adversidade desperta capacidades que, em circunstâncias favoráveis, teriam ficado adormecidas. Nunca sabemos como vamos reagir e se vamos ou não ficar com raiva quando algo inesperado acontece em nossa vidas, mas podemos sim definir quanto tempo vamos querer ficar alimentando esse sentimento, assim como vamos fazer para canalizar essa emoção com uma ação ou reação positiva e construtiva.

O problema não é o problema. O problema é a nossa atitude com relação ao problema.

O medo de enfrentar algo, é muitas vezes maior do que nós mesmos. Eles vão acabar nos fazendo sentir tristes e impotentes diante das decepções e contradições da vida. Mas a vida nos dá duas opções: fugimos das situações ou as encaramos de frente, enfrentando com equilíbrio, vislumbrando novos desafios a serem vencidos e quem sabe, até transformá-los em oportunidades. O ditado “Ainda vamos sorrir de tudo isso” é uma verdade, quando tudo passar, porque passa mesmo, o problema fica na memória do passado e serve como aprendizado.

Se o atraso de um minuto parece durar uma hora, um comentário infeliz qualquer fere duramente, se acha que alguém está olhando feio, um silêncio é interpretado como indiferença ou chora sempre pelo “leite derramado” está na hora de repensar alguns dos valores diante das adversidades. Está na hora de pensar em ser mais resiliente.

Ser resiliente é ser autoconfiante, acreditar nas suas verdades, se dar o devido valor, acreditar em si e naquilo que é capaz de fazer, aceitar mudanças, encarar as situações de estresse e adversidade como um desafio a ser superado, ter baixa ansiedade, ser aberto a novas experiências e formas de se fazer as coisas, ter autoconceito e autoestima positivos, conseguir administrar os sentimentos e as emoções em ambientes imprevisíveis e emergenciais, ser emocionalmente inteligente, automotivar-se, ser empático, reconhecer emoções em outras pessoas e saber manejar relacionamentos. Ser criativo e dispor de uma eficaz capacidade de resposta, com alto nível de clareza, concentração e principalmente calma.

Fonte: A magia do mundo dos negócios

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *