IMPOSTO DE RENDA | APLICOU NA BOLSA | PAGOU O IMPOSTO?

#ImpostoDeRenda2021 #Imposto #IRPF2021

Investiu na bolsa e não pagou o imposto de renda sobre os ganhos?

https://youtu.be/4nxxTbW2hms

 

Com o aumento da quantidade de investidores no mercado acionário, muitos contribuintes vão começar a fazer a declaração de operações na bolsa de valores no Imposto de Renda.

 

Antes de começar a declaração, é importante reunir os documentos das operações realizadas entre 1º de janeiro de 2020 e 31 de dezembro de 2020.

 

Identifique as operações

 

 

As operações de day trade (compra e venda do papel no mesmo dia) têm uma tributação diferente das operações normais (compra e venda da em datas diferentes).

 

Após a separação, some os resultados de cada operação e calcule se houve lucro ou prejuízo ao longo do ano.

 

Fabiana lembra que é sempre necessário pagar 20% de tributo sobre o lucro nas operações de day trade. “Então, some tudo para calcular o imposto devido”,

 

Se for uma operação normal, é preciso identificar se existe a necessidade de pagar imposto. Há isenção de Imposto de Renda nos meses em que o valor total de ações ficar abaixo de R$ 20 mil. Se esse valor for superado, a alíquota será de 15%.

 

Como preencher a declaração

 

 

Acesse o campo “Rendimentos Isentos e Não Tributáveis”;

Selecione o item 20 para ganhos de capital com ações que não ultrapassem R$ 20 mil;

Em “Tipo de Beneficiário”, escolha “Titular” caso seja o investidor;

Em “CNPJ da Fonte Pagadora”, preencha com CNPJ da instituição financeira; e

No campo “Valor”, informe a soma total dos seus rendimentos recebidos pela corretora.

Rendimentos sujeitos à tributação

 

Acesse o campo “Renda Variável”;

Operações Comuns/Day-Trade”;

Informe mês a mês o valor de lucro ou prejuízo registro;

Preencha o campo “Imposto Pago” com o valor dos Darfs; e

Vá até a ficha “Imposto Pago/Retido” e preencha com o valor retido a cada mês.

“Estas informações podem ser encontradas nos relatórios auxiliares que a corretora disponibiliza seus clientes”, afirma Fabiana.

Ficha Bens e Direitos

 

Acesse o campo Bens e Direitos”;

Selecione o item 31 – Ações;

Em “Tipo de Beneficiário”, escolha “Titular” caso seja o investidor;

Localização (País);

Em “CNPJ da Fonte Pagadora”, preencha com CNPJ da instituição financeira;

Discriminação: especificar a quantidade ações; o nome da empresa/ticker papel e CNPJ; a corretora utilizada para a compra;

Situação em 31/12/2019 e Situação em 31/12/2020;

O valor que a ser preenchido em 31/12 é o custo médio das ações multiplicado pela quantidade de ativos; e

Para cada ação que o investidor tiver na carteira, um campo diferente precisará ser preenchido.

Os dividendos recebidos de empresas são isentos de Imposto de Renda. Eles devem ser declarados na ficha de Rendimentos Isentos e Não Tributáveis. Basta selecionar a opção 9 – Lucros e dividendos recebidos pelo titular e pelos dependentes.

 

Fonte: G1

 

Inscreva-se no canal https://goo.gl/i6RcTy  Para receber dicas sobre empreendedorismo e gestão que certamente  contribuirão com  seu negócio.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pular para a barra de ferramentas